Um blog onde damos primazia à informação curta, clara e concisa
Quinta-feira, 9 de Abril de 2009
Especialistas transmitem novos conhecimentos sobre a arqueologia de Reguengos de Monsaraz entre os dias 17 e 19 de Abril

 

O Município de Reguengos de Monsaraz vai organizar entre os dias 17 e 19 de Abril o colóquio de arqueologia “Monsaraz e Seu Termo – Arqueologia no Município de Reguengos de Monsaraz – Povoamento, Sociedades, Economia e Arte”. Este colóquio em homenagem à memória de José Pires Gonçalves tem como objectivo promover um balanço relativo aos progressos de conhecimento sobre o passado da região, obtidos a partir da investigação arqueológica.

O colóquio decorre nos dias 17 e 18 de Abril no Auditório Municipal de Reguengos de Monsaraz, conta com o Ministro da Cultura, José António Ribeiro, na Comissão de Honra e repartir-se-á por cinco sessões: uma primeira sessão de abertura e as restantes sessões temáticas dedicadas à Pré-História, Proto-História, Época Romana e Antiguidade Tardia e Época Medieval e Moderna. A abertura de cada uma das sessões contará com a presença de reconhecidos especialistas que proferirão conferências sobre cada um dos temas, seguindo-se as apresentações das comunicações referentes ao concelho de Reguengos de Monsaraz e concelhos limítrofes.

A sessão de abertura do colóquio, na manhã do dia 17 de Abril, estará a cargo de Victor Martelo, presidente da Câmara Municipal de Reguengos de Monsaraz e de Ana Paula Amendoeira (Bolseira de Doutoramento da FCT, CEAUCP) que vai apresentar a “Obra de José Pires Gonçalves”. A conferência inaugural, a cargo de Jorge de Alarcão, Professor Catedrático da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, consistirá em “Uma Visão Pessoal de 50 Anos de Arqueologia Portuguesa”.

A primeira sessão, dedicada à Pré-História, terá uma conferência de Victor Gonçalves, Professor Catedrático da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, intitulada “100 Anos e alguns Trocos. A História da Arqueologia das Antigas Sociedades Camponesas em Reguengos de Monsaraz”. A segunda sessão será sobre a Proto-História e conta com uma dissertação de Rui Mataloto, arqueólogo do Município de Redondo, que abordará o tema “Do Vale à Montanha: A ocupação Proto-Histórica do Termo de Monsaraz”. Ainda nesta sessão, Cláudio Torres, director do Campo Arqueológico de Mértola, falará sobre “O Tempo Longo da História”.

Os trabalhos do dia 18 de Abril iniciam-se com a sessão dedicada à Época Romana e Antiguidade Tardia que tem como destaque a conferência de Maria da Conceição Lopes, Professora Auxiliar da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, sobre “O Mundo Rural da Lusitânia Meridional”. A fechar o colóquio, na sessão relativa à Época Medieval e Moderna, os arqueólogos da Câmara Municipal de Reguengos de Monsaraz, Maria João Ângelo e Nuno Pedrosa, vão abordar o tema “Novo Arrabalde Medieval/Moderno de Monsaraz. A necessidade que aguça o engenho”.

No colóquio de arqueologia “Monsaraz e Seu Termo – Arqueologia no Município de Reguengos de Monsaraz – Povoamento, Sociedades, Economia e Arte” haverá comunicações de cerca de duas dezenas de especialistas e interessados de todo o país. No dia 19 de Abril os participantes vão desfrutar de um passeio de barco pelo Grande Lago de Alqueva.

O despertar para a importância do património arqueológico desta área do Alentejo prende-se, em muito, com o trabalho pioneiro do casal Georg e Vera Leisner que, no decurso do segundo quartel do século XX, desenvolveu um trabalho de inventariação e estudo das antas do concelho de Reguengos de Monsaraz. A este trabalho, que deu visibilidade nacional e internacional a um património excepcional, seguiu-se o labor de pesquisa e divulgação de José Pires Gonçalves, que permitiu conhecer diferentes elementos que não tinham sido referenciados no trabalho anterior, alargando, deste modo, os estudos ao património de outras épocas pré-históricas e históricas da região.

O interesse arqueológico do concelho de Reguengos de Monsaraz não se esgotou nos trabalhos citados. Continua vivo nos trabalhos arqueológicos que, desde a década de oitenta do século passado até hoje voltaram a surpreender, transmitindo novos conhecimentos históricos relativos à evolução da paisagem, do povoamento e das sociedades que ocuparam e exploraram este território e os seus recursos.

O distrito de Évora é a área da Península Ibérica onde se concentra a maior densidade de monumentos megalíticos, com particular destaque para o concelho de Reguengos de Monsaraz que tem mais de 150 exemplares identificados. Os menires encontrados têm cerca de 5000 anos de idade e estão relacionados com as estruturas culturais das primeiras comunidades de agricultores na região.

O Menir do Barrocal, impressionante monumento megalítico com cerca de 5,70 metros de altura, é considerado o maior do distrito de Évora, e pelas suas dimensões e significado científico, é já reconhecido como um dos mais importantes da Península Ibérica. Para além deste monumento megalítico, destaca-se igualmente o Cromeleque do Xerez, planta algo singular no denominado "universo megalítico eborense" – quadrangular –, foi erguido entre os inícios do 4.º e meados do 3.º milénio A. C..

O Cromeleque do Xerez desenvolve-se a partir de um menir central faliforme com uma altura de cerca de 4 metros e apresentando numa das suas faces diversas "covinhas" em toda a sua verticalidade. Este monumento megalítico é constituído por 50 menires, cuja altura varia entre 1,20 metros e o 1,50 metros, alguns dos quais de configuração igualmente fálica, bem como almendrada. Trata-se do único monumento transferido em toda a área do regolfo de Alqueva, tendo sido reinstalado em 2004.



publicado por noticiasevora às 18:38
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Abril 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9





posts recentes

Ciclo de Concertos Promen...

Em Montemor-o-Novo há mús...

Évora recebe “Tool Fair” ...

Câmara Municipal de Évora...

Évora homenageia “Manel d...

Reguengos de Monsaraz com...

Telemedicina já efectuou...

Évora comemora Dia Mundia...

Montemor-o-Novo comemora ...

Mora comemora 25 de Abril...

arquivos

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Newsletter

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds