Um blog onde damos primazia à informação curta, clara e concisa
Quarta-feira, 30 de Julho de 2008
PCP diz que novo hospital de Évora está uma vez mais adiado

 

A Resolução do Conselho de Ministros n.º 116/2008, de 23 de Julho, reduziu sensivelmente para metade as verbas disponíveis para investimento em vários hospitais do Serviço Nacional de Saúde. “O hospital mais atingido pela referida redução é precisamente o Hospital do Espírito Santo de Évora (HESE)”, adiantou o deputado João Oliveira, eleito pelo distrito de Évora. Em seu entender, a redução nas verbas disponíveis para investimento atinge 80 por cento em 2008 (de 14.280.000 euros para 2.737.000 euros) e 97 por cento em 2009 (de 44.234.000 euros para 1.249.000 euros), comprometendo quase por completo a capacidade de investimento daquele hospital.

Para este deputado, esta situação torna-se ainda mais grave uma vez que a construção do novo hospital em Évora era apontada como o único caso de construção integralmente suportada com fundos públicos, partindo precisamente da capacidade de investimento do HESE “que agora fica seriamente reduzida”. “Aliás, o montante do capital social do HESE necessário à construção do novo hospital (55 milhões de euros) é precisamente aquele que cuja transferência é uma vez mais adiada, agora para depois de 2010”, denunciou.

João Oliveira afiançou que, ao contrário do que afirma o Governo na referida Resolução, não há da parte do HESE qualquer intenção de abrandamento dos investimentos previstos nem a perspectiva de abandonar o projecto de construção do novo hospital. “No entanto, a garantia que existia até à semana passada de que as verbas para esse projecto seriam disponibilizadas até 2009 deixou de existir”, garantiu.

A confirmar-se a irreversibilidade desta decisão e a inflexibilidade do Governo quanto ao calendário agora definido, “estamos perante o incumprimento de mais uma promessa eleitoral do PS e perante mais uma medida do Governo que lesa os direitos e interesses dos alentejanos”, suscitou.

Contudo, o deputado afirmou que, à semelhança do que aconteceu no último Orçamento de Estado, também na discussão do Orçamento de Estado para 2009 o PCP não deixará de apresentar as propostas necessárias para garantir a construção do novo hospital de Évora, “uma vez que se trata de um investimento de vital importância para o distrito de Évora e para todo o Alentejo que não pode estar sujeito às conjunturas e vontades políticas de cada momento”.



publicado por noticiasevora às 11:50
link do post | favorito

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



mais sobre mim
pesquisar
 
Abril 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9





posts recentes

Ciclo de Concertos Promen...

Em Montemor-o-Novo há mús...

Évora recebe “Tool Fair” ...

Câmara Municipal de Évora...

Évora homenageia “Manel d...

Reguengos de Monsaraz com...

Telemedicina já efectuou...

Évora comemora Dia Mundia...

Montemor-o-Novo comemora ...

Mora comemora 25 de Abril...

arquivos

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

blogs SAPO
subscrever feeds