Um blog onde damos primazia à informação curta, clara e concisa
Domingo, 14 de Dezembro de 2008
Fluviário de Mora ganha prémio do melhor museu português de 2008

 

 

O Fluviário de Mora ganhou o galardão O Melhor Museu Português de 2008 outorgado pela Associação Portuguesa de Museologia (APOM), tendo os museus de Arte Contemporânea de Elvas e Arqueológico do Fundão recebido menções honrosas.

A APOM distingue também todos os anos a Melhor Exposição, entregue em 2008 ao Museu Nacional de Arqueologia de Lisboa, e o Melhor Serviço de extensão Cultural, ganho pelos museus das Comunicações e da Colecção Berardo.

Finalmente, a categoria Melhor Catálogo coube aos museus do Neo-Realismo, em Vila franca de Xira, e Marítimo de Ílhavo, assim como ao Centro de Arte Moderna da Gulbenkian (exposição Amadeu Souza-Cardoso) e Divisão de Publicações da Assembleia da República (exposição tratados internacionais).

O Prémio Carreira foi para a museóloga e historiadora de arte Adília Alarcão, o Melhor Site para o Museu da Policia Judiciária e os melhores trabalhos jornalísticos sobre museus foram realizados pelo Diário de Notícias do Funchal e Público.

Iniciativa da Câmara Municipal de Mora, o Fluviário é uma obra da responsabilidade da Promontório Arquitectos, que recentemente já tinha sido distinguido com o International Architecture Awards 2008 – Chicago Athenaeum, galardão que premeia a importância e o reconhecimento dos edifícios mais importantes desta década, sendo considerado o prémio de maior prestígio do mundo nas vertentes da Arquitectura, Arquitectura Paisagística, Decoração de Interiores e Planeamento Urbano.

Com mais de 500 peixes de 70 espécies diferentes de todo o mundo em habitats naturais, aquáticos e terrestres, num percurso entre a nascente e a foz de um rio, o Fluviário de Mora é a primeira e única infraestrutura do género na Europa tendo recebido, desde Março de 2007, cerca de 330 mil visitantes.

 O Fluviário de Mora é uma obra conjunta da Teixeira Duarte e da Promontório Arquitectos, que inclui empresas como a Consestudi, firma americana especializada em museus vivos, Turmar, responsável pela captura e entrega dos peixes e a Y-Dreams, para a concepção multimédia, além da participação de nomes como Pedro Salgado, considerado o melhor ilustrador científico do mundo, e Henrique Cayatte, que produziu o logótipo e a sinalética do edifício.

 



publicado por noticiasevora às 18:50
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Abril 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9





posts recentes

Ciclo de Concertos Promen...

Em Montemor-o-Novo há mús...

Évora recebe “Tool Fair” ...

Câmara Municipal de Évora...

Évora homenageia “Manel d...

Reguengos de Monsaraz com...

Telemedicina já efectuou...

Évora comemora Dia Mundia...

Montemor-o-Novo comemora ...

Mora comemora 25 de Abril...

arquivos

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

blogs SAPO
subscrever feeds