Um blog onde damos primazia à informação curta, clara e concisa
Segunda-feira, 25 de Fevereiro de 2008
Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Alentejo e Valorcar Lda assinam protocolo de c

Com o objectivo de se proceder à erradicação de depósitos ilegais de veículos em fim de vida e de sucatas, a CCDRAlentejo e a VALORCAR – Sociedade de Gestão de Veículos em Fim de Vida, Lda assinaram, hojem um protocolo de colaboração.

A assinatura deste protocolo surge da necessidade de se incrementar uma gestão ambientalmente equilibrada dos veículos em fim de vida produzidos em toda a Região Alentejo, situação que se irá estender a todo o País, assegurando que o seu armazenamento, tratamento e reciclagem decorrem no estrito respeito por todas as normas legais.

“A colaboração entre estas duas entidades será potenciada, tendo em conta que na área de intervenção da CCDRAlentejo estão identificados diversos depósitos ilegais deste tipo, sem que até à presente data tenham sido consequentes e bem sucedidos os esforços para a sua erradicação que, em momentos distintos, têm sido levados a cabo por um variado conjunto de entidades”, afiança a CCDRA em comunicado.

Esta cooperação vai traduzir-se na definição de procedimentos e metodologias que viabilizem a remoção dos veículos e de sucatas que se encontrem em depósitos ilegais, depois de cumpridas todas as formalidades legais tendentes ao seu encerramento.

A VALORCAR vai apoiar a CCDR Alentejo na definição de todos os aspectos técnicos que sejam necessários para a concretização das operações de remoção previstas, bem como acompanhar as operações de remoção realizadas pelos operadores da rede VALORCAR, zelando para que as mesmas se desenrolem no estrito cumprimento da legislação aplicável.

Por seu lado a CCDR Alentejo compromete-se a executar do ponto de vista jurídico, em articulação com as câmaras municipais territorialmente competentes, todas as medidas que conduzam ao encerramento de depósitos ilegais de veículos em fim de vida e de sucatas existentes na sua área de intervenção, providenciando no sentido de estarem reunidas todas as condições de segurança.



publicado por noticiasevora às 11:22
link do post | comentar | favorito

“O Renascimento do Tapete de Arraiolos” em exposição na Fundação Alentejo-Terra Mãe

A partir de quarta-feira e até 20 de Março, o Salão de Exposições da Fundação Alentejo-Terra Mãe vai receber a exposição “O Renascimento do Tapete de Arraiolos”, promovida por Alfredo Barbeiro.

Recuperando as tradições da manufactura de bordados de Arraiolos, com mais de 400 anos, constituíram-se na década de dez do século passado, as bases do renascimento do actual Tapete de Arraiolos. Este sublime trabalho feito por Jacinta Leal Rosado e reconhecido em 1930, pelo então Presidente da República através do Grau de Comendador da Ordem de Mérito Agrícola e Industrial, será agora lembrado em parte, através desta exposição.

Esta exposição contará com a apresentação de uma dúzia de peças de tapeçaria de Arraiolos do princípio do século XX., estando a inauguração da exposição prevista para a próxima quarta-feira, pelas 17h30 horas.

 

Breve História do Tapete de Arraiolos

Contrariamente aos tapetes orientais e aos espanhóis, manufacturados pelo processo de nozinhos feitos com lã fina presos em volta dos fios longitudinais do tear, os tapetes de Arraiolos utilizam a técnica do bordado a fios contados. Característica clássica de todos os tipos de tapete de Arraiolos é a divisão do mesmo em 4 partes. O desenho divide-se pelo centro, campo, barra e circundado por uma franja.

Durante a sua evolução histórica o tapete de Arraiolos conhece, pelo menos, três fases ou épocas quanto aos elementos decorativos usados. Durante o século XVI surgem os primeiros tapetes bordados que se conhecem. Os motivos usados são claramente baseados nos tapetes orientais e o vermelho é a cor dominante. No século XVII surge a segunda época, em que se começaram a misturar os motivos orientais com uma variedade de animais estilizados como aves de capoeira, animais de estimação, veados, etc. Alguns dos exemplares mostram claramente influências dos tapetes do levante espanhol, franceses (flor de lis) e alemães (águia bicéfala), sendo que os motivos de inspiração oriental foram desaparecendo.

Já no século XVIII, considerada a terceira época, o mundo de ornatos que animaram as reproduções anteriores dão lugar aos ramos de flores, em geral sobre fundos claros ou azuis. No século XIX não houve praticamente qualquer produção de tapetes em Arraiolos digna de nome.

Por estranho que pareça, não há qualquer investigação sobre os corantes usados para tingir as lãs dos tapetes antigos. Sabe-se recentemente que já no período da ocupação moura se tingia lã em grande escala em Arraiolos, como o provam a recente redescoberta de 95 talhas encravadas na rocha que se encontram na praça central da vila. Sabe-se que o azul se obtém a partir do índigo de que a Índia foi o grande produtor, principalmente a partir da espécie vegetal Indigofera tinctoria. Já o vermelho pode ter várias origens desde um insecto (Cochinilha), passando por uma raiz (Erva ruiva) ou uma árvore (Pau Brasil). Provavelmente todas estas origens foram usadas para colorir os tapetes de Arraiolos antigos.



publicado por noticiasevora às 11:20
link do post | comentar | favorito

Museu de Évora


publicado por noticiasevora às 11:14
link do post | comentar | favorito

Domingo, 24 de Fevereiro de 2008
Carmim lança Terras d’ El Réi Branco 2007

A CARMIM, empresa produtora de vinhos de Reguengos de Monsaraz, acaba de disponibilizar a colheita 2007 do Terras d’El Rei Branco. Resultado da fusão das castas Antão Vaz, Síria, Rabo de Ovelha e Perrum, o Terras d’ El Rei Branco 2007 “tem um aspecto cristalino, cor palha ténue, aroma frutado e fresco, sendo muito equilibrado na prova, denotando as castas que o compõem”, afirmam os enólogos.

O processo de vinificação inicia-se na selecção das uvas nas vinhas dos associados, procedendo-se à vindima manual. Na adega são descarregadas e imediatamente desengaçadas e esmagadas. De seguida são adicionadas enzimas extractivas e arrefecidas as massas até à temperatura de 10ºC. Repousam então durante 8horas, de modo a haver uma maior extracção de aromas da película. Findo este tempo, são prensadas e o mosto obtido é clarificado por decantação. A temperatura do mosto é então regulada para 15ºC, são adicionadas leveduras seleccionadas e inicia-se a fermentação que dura cerca de 2 a 3 semanas. Finda a fermentação é feita a trasfega iniciando-se de imediato o processo de estabilização e clarificação.

Com um grau alcoólico de 12 por cento o volume, o Branco Terras d’ El Rei deve ser bebido de imediato à temperatura de 12ºC, acompanhando na perfeição iguarias como saladas, mariscos, pratos de peixe e ovos, com um preço que ronda os 1,14 euros.

 



publicado por noticiasevora às 11:11
link do post | comentar | favorito

Cerimónia de Entrega do Prémio Vergílio Ferreira em Évora


No próximo dia 1 de Março, sábado, pelas 19 horas, na Sala dos Actos da Universidade de Évora, vai ser entregue o Prémio Vergílio Ferreira ao galardoado escritor Mário Cláudio.

Considerado por Vergílio Ferreira como um dos nomes mais promissores da sua geração, o escritor portuense vem à Universidade de Évora, para a entrega do galardão, que já premiou nomes como Maria Velho da Costa, Mia Couto, Eduardo Lourenço, Agustina Bessa Luís e Vasco Graça Moura.

 



publicado por noticiasevora às 11:00
link do post | comentar | favorito

Sábado, 23 de Fevereiro de 2008
Feira das Escolas em Estremoz


A Feira das Escolas 2008 decorre entre 13 e 15 de Março, no Parque de Feiras e Exposições de Estremoz. Este certame prevê a promoção da Actividade Educacional e pretende concentrar, no Parque de Feiras e Exposições, o maior número de actividades e os mais prestigiados expositores, para que o certame transcenda as expectativas.

Além do vasto leque de ofertas educativas, a autarquia conta com uma gama de expositores das mais variadas áreas, tais como: equipamento escolar, material didáctico, novas tecnologias, brindes diversos…

O projecto tem como objectivo transportar os visitantes para um mundo do “saber a brincar” onde se propõe que cada estabelecimento de ensino mostre aquilo que tem para dar aos seus alunos e que estes expressem os saberes adquiridos, de uma forma lúdica e motivadora.

À semelhança de anos anteriores, muita alegria, brincadeira e diversão proporcionarão as mais diversas actividades aos visitantes, a grande novidade de 2008 - Festival de Interpretação Vocal Infanto-Juvenil – Feira das Escolas – MODELO.

De acordo com a Câmara Municipal de Évora, profissionais e estudantes que se querem diferenciar num concorrido mercado profissional e que apostam numa carreira académica de sucesso e de múltiplas escolhas terão oportunidade de participar no certame “ Feira das Escolas – 2008”, em Estremoz.

“A edilidade fará todos os esforços no sentido de transformar este grandioso evento, numa oportunidade de enriquecimento pedagógico e didáctico oferecendo aos homens e mulheres do futuro, momentos inolvidáveis de salutar convívio”, sustenta o presidente da autarquia, José Alberto Fateixa.



publicado por noticiasevora às 10:52
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 22 de Fevereiro de 2008
I Fórum Sindical Transfronteiriço em Badajoz

A União Geral de Trabalhadores de Extremadura (UGTE) está a promover desde quarta e até amanhã, o I Fórum Sindical Transfronteiriço, que se realiza no Palácio de Congressos de Badajoz. Além da UGTE participam, também, a União Regional de Commissiones Obreras de Extremadura (CCOO) e as centrais sindicais portuguesas CGTP-IN (com as uniões sindicais do Norte Alentejano e dos distritos de Évora e Beja) e UGT. Entre os vários objectivos definidos, este fórum pretende constituir-se como um canal privilegiado para a promoção e difusão da mobilidade laboral transfronteiriça.

O fórum pretende assumir-se, desde esta primeira edição, como um espaço de debate e de encontro entre sindicatos, trabalhadores, empresas e instituições portuguesas e espanholas para uma maior partilha de informação, com vista a um melhor aproveitamento de oportunidades de intervenção, em ambos os lados da fronteira.

Desta forma, é intenção do I Fórum Sindical Transfronteiriço promover uma maior qualidade na formação profissional, ser o fórum de debate mais importante na Extremadura e no Alentejo, em matéria de emprego, apresentar-se como complemento das campanhas de promoção de emprego e de diálogo sócia, e converter-se numa fonte de informação básica de carácter profissional para todos os trabalhadores de vários sectores.

Este encontro de sindicalistas está enquadrado no projecto “Entre dos Tierras 2. Cooperación entre Regiones Fronterizas”, pertencente à Iniciativa Comunitária Interreg III-A, Espanha-Portugal.



publicado por noticiasevora às 10:14
link do post | comentar | favorito

Tiago Bettencourt & Mantha ao vivo no Centro Cultural de Redondo


Amanhã, pelas 21h30, a voz de Tiago Bettencourt regressa à vila de Redondo (Centro Cultural de Redondo), desta vez acompanhada por uma nova formação e inserida num novo trabalho, intitulado “Jardim”. Depois do sucesso alcançado pelos Toranja com temas como “Carta” e “Laços” que se fizeram ouvir um pouco por todo o país através das 60 mil cópias vendidas, 200 espectáculos ao vivo e uma intensa cobertura mediática, este músico e compositor apresenta agora “Jardim”.

Neste trabalho, Tiago faz-se acompanhar pelos Mantha, formação composta por João Lencastre na bateria e Tiago Maia no baixo. Este novo álbum, que prima pela variedade e harmonia, foi gravado em Montreal e produzido pelo canadiano Howard Bilerman, já conhecido pelos seus trabalhos com os Arcade Fire e os Godspeed You! Black Emperor. Caracteriza-se principalmente por uma sonoridade intuitiva e menos mecânica, reflexo de uma nova forma de encarar a música encontrada por Tiago  Bettencourt numa das maiores cidades do Canadá.

O álbum é composto por 14 faixas, todos eles cantados em português, de onde se podem destacar temas como “Canção Simples”, que já faz parte dos tops nacionais.

 



publicado por noticiasevora às 10:09
link do post | comentar | favorito

Évora Jazz & Blues na Arena d’Évora

A Câmara Municipal de Évora apresenta na Arena d’Évora, hoje, amanhã, na próxima sexta-feira e sábado, o Évora Jazz & Blues 2008, um evento que pretende ampliar a oferta cultural da cidade, aproximando-a de tendências artísticas diversificadas, neste caso as sonoridades do jazz e dos blues.

A primeira edição deste festival internacional decorre em dois fins-de-semana: o primeiro é dedicado ao jazz e o segundo aos blues. O programa combina os novos talentos artísticos com músicos e cantores consagrados. O festival abre hoje com Ivan Paduart Trio e Toon Roos, o mais conceituado pianista belga da actualidade; e, amanhã conta com duas apresentações: a primeira com Fado em Si Bemol, um grupo que experiência uma perfeita simbiose entre o jazz e o fado, e que recentemente lançou no mercado o seu primeiro trabalho discográfico; a segunda parte da noite será com Maria João, uma voz sobejamente conhecida do público, que traz o seu último trabalho, intitulado simplesmente “João”, destinado a criar uma envolvência, conseguida através da sua particular interpretação das canções, combinada com a subtil instrumentação.

No segundo fim-de-semana, dedicado aos blues, actuam Miki Nervio & The Bluesmakers, no dia 29 de Fevereiro. Trata-se de uma das bandas lendárias do panorama musical galego, que cria uma envolvência estético-musical entre o blues acústico e o blues eléctrico; e no dia 1 de Março, a encerrar o programa, sobem ao palco os Johnny Blues, a nossa melhor banda nacional de blues, formada em 1995, que procura divulgar os blues nas suas mais variadas vertentes, recriando as suas próprias versões de trabalhos de grandes nomes do panorama mundial, como B.B. King, Koko Taylor ou Eric Clapton.

Évora Jazz & Blues 2008 é uma produção da Trovas Soltas e todos os dias, após os concertos do Évora Jazz & Blues, têm lugar jam sessions/after hours com Cícero Lee Trio, no Café da Cidade, e no dia 29 de Fevereiro tem lugar um workshop de guitarra acústica com Luís Rodriguez Tinaquero.



publicado por noticiasevora às 09:50
link do post | comentar | favorito

Dias Tranquilos … na Rota do Manuelino em Montemor-o-Novo


A Câmara Municipal de Montemor-o-Novo, com o apoio do programa LIFE Natureza, propõe nesta edição de “Dias Tranquilos” conciliar os passeios e os ensinamentos da natureza com os legados do Homem no concelho.

Amanhã, com início previsto para as 9h30m, no Posto de Turismo de Montemor-o-Novo, os “Dias Tranquilos” vão andar na “Rota do Manuelino”, um passeio com orientação do Professor Manuel Branco.

O estilo Manuelino tem em Montemor grande expressão. Desde a arquitectura civil e militar, passando pela de tipo religioso e popular até às casas–torre e paços, são inúmeros os exemplos espalhados pela cidade, o que demonstra a importância da Vila no início da Idade Moderna.



publicado por noticiasevora às 08:00
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Abril 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9





posts recentes

Ciclo de Concertos Promen...

Em Montemor-o-Novo há mús...

Évora recebe “Tool Fair” ...

Câmara Municipal de Évora...

Évora homenageia “Manel d...

Reguengos de Monsaraz com...

Telemedicina já efectuou...

Évora comemora Dia Mundia...

Montemor-o-Novo comemora ...

Mora comemora 25 de Abril...

arquivos

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

blogs SAPO
subscrever feeds