Um blog onde damos primazia à informação curta, clara e concisa
Segunda-feira, 24 de Março de 2008
CARMIM apresenta Reguengos Reserva Tinto 2005

A Carmim, empresa produtora de vinhos de Reguengos de Monsaraz, acaba de lançar a nova colheita 2005 do Reguengos Reserva Tinto.

Fruto da equilibrada união das castas Aragonês, Trincadeira, Tinta Caiada e Alicante Bouschet, o mais recente produto da Carmim resulta de um estágio parcial em depósitos durante um a dois anos, tendo o restante estagiado em barricas de carvalho português e francês durante 12 meses.

“De aparência cristalina e cor rubi, o Reguengos Reserva Tinto 2005, tem um aroma evoluído a especiarias, passas e baunilha, com suaves taninos, que lhe conferem um prolongado final de prova, distinguindo-se pelas características regionais bem marcadas”, como é explicado em comunicado.

Acompanha bem Ensopado de Borrego, Migas e outros pratos alentejanos de carne de Porco e Queijos de cura ou meia cura, devendo ser consumido à temperatura de 18ºC.

Este vinho pode ser consumido de imediato ou guardado por três a quatro anos.

Recorde-se que a CARMIM é responsável, desde 1971, pela produção e comercialização de uma vasta gama de vinhos regionais alentejanos e DOC’s Alentejo, sendo considerada a principal empresa de Reguengos com mil associados.



publicado por noticiasevora às 15:36
link do post | comentar | favorito

Domingo, 23 de Março de 2008
Câmara de Évora atenta aos parceiros educativos


A Câmara Municipal de Évora recebeu representantes da comunidade, numa reunião que teve como objectivo ouvir os diversos agentes, sobre os projectos e serviços educativos desenvolvidos pelo Município.

Neste evento, que contou com a presença da vereadora Filomena Araújo, responsável pelo pelouro da Educação, do Director Regional de Educação do Alentejo, representantes dos conselhos executivos dos agrupamentos verticais de escolas e encarregados de educação de escolas básicas de 1º ciclo de ensino básico, foram analisadas diversas questões relacionadas com a oferta educativa do concelho.

Este foi um espaço de diálogo entre os diversos intervenientes, que surge na sequência da aposta da autarquia na criação de uma lógica de envolvimento dos agentes educativos, com vista à construção de um projecto educativo municipal participado e partilhado.

O encontro, com o sugestivo nome “Dar voz aos pais” terminou com uma actuação da Orquestra de Cordas do Eborae Mvsica, integra-se numa série de iniciativas de cariz educativo, que decorrem no período de pausa lectiva da Páscoa.

A última iniciativa acontece nos dias 25 e 26 de Março e concretizar-se-á numa acção de formação para os professores de inglês do 1.º ciclo ensino básico, designada “A Língua Inglesa no 1º ciclo do Ensino Básico”.

Esta sessão de trabalho vai decorrer na Escola Básica de 2.º e 3.º Ciclo André de Resende e tem como objectivos: aprofundar os conhecimentos de processos de aprendizagem e de aquisição de uma língua estrangeira; reflectir sobre técnicas de ensino de uma língua estrangeira no 1.º ciclo do Ensino Básico; aumentar a confiança no uso e ensino do inglês aos mais novos; trocar experiências; e capacitar os participantes para seleccionar e organizar diferentes materiais de ensino, conceber estratégias de exploração de materiais didácticos e construir materiais que facilitem o ensino/aprendizagem.

Estas duas acções de formação integram-se, igualmente, no ciclo de formação “Aprender para Ensinar Mais”, criado em 2006/2007, como parte da estratégia formativa e de apoio aos docentes do Concelho, da Câmara Municipal de Évora.



publicado por noticiasevora às 11:53
link do post | comentar | favorito

Sábado, 22 de Março de 2008
Fronteira mental ainda condiciona relações Ibéricas


A fronteira mental entre Portugal e Espanha representa ainda “uma enorme barreira aos fluxos comerciais interregionais”. Esta é a principal conclusão a que chegou Ricardo Bruno Ferreira na tese de doutoramento “Comércio Interregional Ibérico”, apresentada na Universidade de Extremadura e que contou com o apoio do Gabinete de Iniciativas Transfronteiriças (GIT) da Junta de Extremadura, Espanha.

Este investigador concluiu ainda que as relações comerciais entre regiões de Portugal e de Espanha estão “muito aquém do seu potencial” e são um aspecto “quase desconhecido”. Professor da Escola Superior Agrária de Elvas, Ricardo Bruno Ferreira analisou, pela primeira vez, 132 matrizes de comércio interregional ibérico, o que lhe permitiu afirmar que “não se está a aproveitar o potencial de desenvolvimento que decorre de um fortalecimento das relações entre regiões dos dois estados”. Esse potencial só será plenamente aproveitado, escreve, quando “a generalidade dos agentes económicos de uma determinada região conseguir olhar para os seus congéneres de uma região de outro país sem ser como estrangeiro”.

O autor estabeleceu como principal objectivo da sua tese a estimação dos fluxos comerciais interregionais internacionais, dados até agora nunca estudados e para os quais criou uma nova metodologia, de forma a poder dar continuidade a esse trabalho de análise durante os próximos anos.

Na sua tese, Ricardo Bruno Ferreira, gerou matrizes de origem/destino de fluxos comerciais interregionais para toda a Península Ibérica, caracterizando-os em simultâneo. Com esta metodologia, concluiu que a grande maioria das relações comerciais que cada região estabelece é com parceiros da mesma nacionalidade.



publicado por noticiasevora às 11:49
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Foral de Estremoz foi restaurado
No seguimento da decisão tomada pela Câmara Municipal de Estremoz (primeira Câmara do país a fazê-lo), foi concluído o trabalho de restauro do Foral de Estremoz, por parte do Arquivo Nacional da Torre do Tombo.

Em contrapartida, o Município exigiu que o documento estivesse presente em Estremoz, no âmbito das Comemorações dos 750 anos da atribuição do Foral à Cidade.

Assim, todos os estremocenses poderão apreciar este nobre documento, numa exposição patente ao público em Dezembro do corrente ano, na Sala de Exposições Temporárias do Museu Municipal.

Trata-se de um investimento na ordem dos mil e quinhentos euros, que a Câmara se sentiu na obrigação de levar a efeito, com o objectivo de preservar o património estremocense.



publicado por noticiasevora às 11:45
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 21 de Março de 2008
III Edição do “Viva por Cá” inova a pensar no comércio tradicional de Évora


Com lançamento a 9 de Maio, o guia de referência do comércio de Évora irá apresentar novos conteúdos em mais páginas distribuído com o Diário do Sul. Trata-se de um projecto conjunto realizado nos últimos meses pelas agências eborenses Ego Design e Hora Marketing e Comunicação.

“Para além das inovações gráficas e editoriais resultantes da vasta experiência da sua equipa, o ‘Viva por Cá’ irá oferecer a todos os anunciantes uma auditoria de marketing para, em conjunto definir caso a caso a melhor estratégia de comunicação para a loja ou empresa em causa, garantido assim retorno do investimento e não se limitando a conceber um mero anúncio publicitário”, salienta a Associação Comercial do Distrito de Évora. 

Com 56 páginas, mais oito que nas edições anteriores, serão 20 mil exemplares em português e inglês distribuídos no dia do lançamento com a edição do dia do Diário do Sul e colocados em pontos estratégicos, tais como estabelecimentos comerciais, hotéis e pontos turísticos, instituições de ensino, promotores culturais, entre outros.

O “Viva por Cá” é um projecto de divulgação e revitalização do comércio local eborense em que o guia do será a face mais visível desta ambiciosa iniciativa dos jovens empresários Sandra Paulino(EGO) e André Nasi Pereira(Hora).

Lançado em 2006, o “Viva por Cá” rapidamente se afirmou como uma publicação gratuita orientada para a promoção do comércio de Évora junto dos seus habitantes e dos muitos turistas que a visitam. A experiência positiva daqueles que investiram neste projecto levou a que a terceira edição “se apresente renovada, orientada para as necessidades de comunicação e marketing do comércio eborense”. 



publicado por noticiasevora às 11:40
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Quinta-feira, 20 de Março de 2008
Bairro de Almeirim com acesso qualificado


A Câmara Municipal de Évora deu já por terminada a intervenção efectuada na Estrada de Almeirim, Caminho Municipal 1094, na zona compreendida entre a rotunda de acesso à urbanização “Villas do Alcaide” e a rotunda da “Tyco”, num total de quase um quilómetro.

Esta intervenção, da responsabilidade dos promotores privados com espaços comerciais previstos para esta zona, ficou orçada em cerca de um milhão e quatrocentos euros, significando a requalificação de uma via que, face aos empreendimentos imobiliários e comerciais em construção na zona, irá ter uma crescente utilização.

Esta obra, recentemente visitada pelo presidente e vice-presidente da edilidade, assim como pelo presidente da Junta de Freguesia da Horta das Figueiras, incluiu a execução de sistema de drenagem de águas pluviais; de arruamentos, passeios e separadores centrais; a execução da rotunda das “Villas do Alcaide”, incluindo arborização; uma nova rede de iluminação pública; o desvio da conduta adutora de gás natural; a execução de vedações nos terrenos confinantes com o novo arruamento e a colocação da sinalização horizontal e vertical.



publicado por noticiasevora às 11:29
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 19 de Março de 2008
População reúne-se em defesa da reabertura das Grutas do Escoural


publicado por noticiasevora às 11:24
link do post | comentar | favorito

Encontros Monsaraz 2008 no próximo fim-de-semana


Anualmente, a ADIM - Associação de Defesa dos Interesses de Monsaraz promove uma iniciativa denominada Encontros de Monsaraz, com o objectivo de debater temas importantes para a Vila e para a Região em que se contextualiza.

No ano em que celebra o seu 20º aniversário, a ADIM pretende que a edição 2008 seja de alguma forma comemorativa desse passado de que se orgulha. “No entanto, preocupados mais com o futuro do que com o passado, entendemos que o tema deve prospectivar em vez de retrospectivar. Assim, escolhemos como mote a conhecida obra de Francisco de Holanda, escrita em 1571 mas apenas tornada publica em 1879”, esclarece a associação.

Francisco de Holanda, artista polivalente, realizou uma obra depois de ter feito uma viagem de estudo a Itália, onde bebeu cultura e modernidade, no convívio que teve com artistas e intelectuais renascentistas, entre os quais Miguel Ângelo. Ao regressar a Lisboa, entusiasmado com os novos ideais estéticos humanistas, escreveu, desenhou e sugeriu um conjunto de obras que, do seu ponto de vista, iriam engrandecer Lisboa e coloca-la a par do melhor que havia na Europa e no Mundo.

Estabelecendo as devidas distâncias, temporais e circunstanciais, “Monsaraz também precisa de olhar para o seu futuro. Nos últimos anos a vila tem estado sujeita ao casualismo, sem plano de salvaguarda que estruture um objectivo e um caminho. Os projectos implementados, muito discutíveis do ponto de vista teórico e técnico das intervenções, também são muito discutíveis do ponto de vista do modelo de desenvolvimento subjacente. No fundo, sem aquele impulso renovador e objectivo das propostas de Francisco de Holanda. Monsaraz precisa, como Lisboa precisava, sobretudo, de ideias”, refere a ADIM.

O desafio que é colocado a artistas, estudiosos e investigadores de várias áreas é que, de forma real ou utópica reflictam sobre este paradigma e que agitem o torpor instalado. “Pedimos propostas e visões para Monsaraz para os próximos 20 anos. Ideias que ajudem, sobretudo, a afirmar Monsaraz com um novo modelo, dado que estamos a falar de uma máquina de guerra desactivada e sem futuro enquanto tal. Ideias que possam proporcionar à Vila morta e entregue ao ritual dos passeios de fim-de-semana, um novo fôlego e uma renovada existência”, salienta a mesma associação.



publicado por noticiasevora às 11:11
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 18 de Março de 2008
Câmara de Évora convida população a olhar a cidade sob o prisma da ciência


“Vamos falar de Ciência” é a proposta que a Câmara Municipal de Évora faz hoje a toda a população, nomeadamente aos jovens, a partir das 21 horas, no Palácio de D. Manuel.

Organizado pelo Projecto Ciência na Cidade de Évora, este evento integra-se no âmbito das comemorações do Mês da Juventude e abordará aspectos científicos de uma forma cativante e simples, tendo por base Évora e o seu vasto e valioso património.

Refira-se que o Projecto Ciência na Cidade de Évora tem desenvolvido a sua actividade em torno dos diferentes patrimónios da cidade (arquitectónicos, artísticos, humanos, científicos, técnicos, etc.) e neste serão haverá também espaço para uma apresentação do referido projecto.

Na sessão prevista para o Palácio de D. Manuel os organizadores pretendem também, através de algumas questões, viajar por estes patrimónios, contactar com algumas temáticas e ajudar a desenvolver um olhar diferente sobre Évora.

Assim, estarão em debate questões tão distintas como: “A luz, o heliógrafo e a fotografia: ajudas-nos a resolver um enigma?”; “A cor nos tapetes de Arraiolos: e se o futuro fosse ontem?”; “A pedra e o monumento: uma eternidade efémera?” “Sabias que há matemática nas pedras da cidade?” e também “A fauna da cidade de Évora: será que há lontras à volta da cidade?”.



publicado por noticiasevora às 12:10
link do post | comentar | favorito

Câmara de Évora ilumina Ecopista


A Câmara Municipal de Évora iniciou recentemente a intervenção que visa a iluminação de toda a área urbana da Ecopista, na extensão de quatro quilómetros, entre os bairros Chafariz d’El rei e Bacelo. Assim, toda esta área onde se desenvolve a Ecopista, e cujo pavimento é um tapete betuminoso, disporá de iluminação pública que irá permitir aos utentes a circulação em condições seguras, durante a noite.

 A iluminação da Ecopista não se encontrava prevista, porquanto este tipo de projectos visa o reaproveitamento de infra-estruturas ferroviárias numa lógica muito informal, de contacto com a natureza. “Contudo, devido à extraordinária utilização que a Ecopista teve desde a sua inauguração, a autarquia decidiu implementar a iluminação, aumentando os níveis de conforto para os utilizadores”, sustentou a autarquia em comunicado, acrescentando que com mais esta melhoria, os frequentadores da Ecopista poderão, doravante, desfrutar desta infra-estrutura noutros moldes, designadamente à noite.

 O primeiro troço da Ecopista, que ligou Évora à Graça do Divor foi inaugurada em 25 de Abril de 2005  tendo um ano mais tarde sido inaugurado o troço até à Sempre Noiva e a ligação ao Concelho de Arraiolos. “Entretanto, e face ao enorme sucesso que constituiu a Ecopista do Ramal Évora - Mora, foi já celebrado o contrato entre a Câmara de Évora e a REFER para a construção da Ecopista do Ramal de Reguengos que no futuro ligará Évora a Reguengos de Monsaraz e será interligado com a actual Ecopista”, asseverou a mesma fonte.

Segundo o projecto, a segunda ecopista de Évora terá cerca de 40 quilómetros, sendo 25 no concelho de Évora e os restantes nos concelhos de Redondo e Reguengos de Monsaraz.

 



publicado por noticiasevora às 12:04
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Abril 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9





posts recentes

Ciclo de Concertos Promen...

Em Montemor-o-Novo há mús...

Évora recebe “Tool Fair” ...

Câmara Municipal de Évora...

Évora homenageia “Manel d...

Reguengos de Monsaraz com...

Telemedicina já efectuou...

Évora comemora Dia Mundia...

Montemor-o-Novo comemora ...

Mora comemora 25 de Abril...

arquivos

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

blogs SAPO
subscrever feeds