Um blog onde damos primazia à informação curta, clara e concisa
Quarta-feira, 27 de Fevereiro de 2008
II Congresso das Açordas em Portel

De 7 a 9 de Março realiza-se o II Congresso das Açordas em Portel. A açorda, no contexto da cozinha alentejana, é a referência máxima, o prato mais genuíno e mais diversificado da gastronomia regional tradicional e como tal a gastronomia tradicional foi declarada património cultural nacional, pela Resolução do Conselho de Ministros nº 96/2000, facto que reconhece a sua importância e decorre do seu valor, da sua autenticidade e de uma qualidade largamente reconhecida.

“Numa sociedade cada vez mais generalista onde prolifera a suposta modernidade da opção pela “fast food”, a par de uma evolução dos gostos e preocupações com a saúde que conduziram a novas variações gastronómicas e à valorização de outros tipos de alimentação, assiste-se ainda a um esforço de recuperação, valorização, afirmação e promoção da gastronomia tradicional, num contexto em que as novas exigências legais surgem como garantia da qualidade, higiene e segurança alimentar, colocando novos e importantes desafios à coexistência da tradição e da contemporaneidade na nossa gastronomia”, sustenta a edilidade.

Assim, com o II Congresso das Açordas, a Câmara Municipal de Portel pretende criar um espaço de reflexão e debate sobre a manutenção da autenticidade na gastronomia e o seu papel num mundo cada vez mais globalizado, numa região em que o turismo se assume como um vector determinante para um desenvolvimento sustentável.

No entender do autarca, Norberto Patinho, nesta reflexão torna-se necessário equacionar factores diversos tais como, os produtos locais tradicionais, como garante de uma cozinha tradicional de qualidade e o seu papel na economia local nos meios rurais e numa alimentação saudável e que se afirma como "natural" num contexto ecológico e cultural específico; o azeite, a alma da açorda, seu componente essencial e determinante na sua qualidade, um produto de importância estratégica para o concelho, cujas características, propriedades e situação actual do sector olivícola são questões que importa analisar.

“Por fim, a par da relevância do património natural/ambiental e construído, de tradições culturais genuínas a gastronomia surge como factor estratégico na afirmação de Alqueva como destino turístico de referência e determinante para o desenvolvimento integrado e sustentável da região Alentejo. Neste eixo assumem particular relevância a formação/ qualificação profissional dos seus recursos humanos e a salvaguarda da autenticidade e qualidade da mesma”, avançou o mesmo autarca.

O II Congresso das Açordas pretende, assim, assumir-se como um fórum de referência, onde os profissionais e especialistas das diferentes áreas em torno desta importante realidade, irão contribuir para uma melhor compreensão da relação entre gastronomia/tradição/evolução e gastronomia/turismo. O II Congresso das Açordas integrará ainda uma vertente gastronómica e cultural, com a realização da Feira Gastronómica e de Produtos Regionais e de diversas iniciativas culturais: Exposições Temáticas, Concursos, Cante Tradicional, fado e muita animação.



publicado por noticiasevora às 11:56
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Abril 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9





posts recentes

Ciclo de Concertos Promen...

Em Montemor-o-Novo há mús...

Évora recebe “Tool Fair” ...

Câmara Municipal de Évora...

Évora homenageia “Manel d...

Reguengos de Monsaraz com...

Telemedicina já efectuou...

Évora comemora Dia Mundia...

Montemor-o-Novo comemora ...

Mora comemora 25 de Abril...

arquivos

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds