Um blog onde damos primazia à informação curta, clara e concisa
Quarta-feira, 5 de Março de 2008
Reguengos de Monsaraz colabora em estudo para uma Rede de Simbiose Industrial

O Município de Reguengos de Monsaraz colaborou na elaboração de um estudo para a implementação de uma Rede de Simbiose Industrial em Reguengos de Monsaraz. A proposta foi apresentada no âmbito de uma tese de mestrado e visa impulsionar as estratégias defendidas pela autarquia para atingir um desenvolvimento sustentado do concelho.

A simbiose industrial define-se como uma ferramenta que pode facilitar a coordenação dos factores necessários para melhorar a eficiência no uso de recursos ao nível regional. A rede poderá permitir a substituição de matérias-primas por bioprodutos ou resíduos através da identificação de sinergias e consequente criação de relações entre empresas, e assim, existe o potencial para o aumento de eficiência e a redução do uso de recursos, contribuindo para a sustentabilidade.

“O projecto analisa o caso especial do Município de Reguengos de Monsaraz e os factores cruciais, tais como a tecnologia, a economia, a política organizacional, institucional e informativa para o desenvolvimento de uma rede de simbiose industrial ao nível regional”, explica a autarquia. O estudo identifica as indústrias do concelho que possam ter benefícios económicos através de melhorias nos seus processos e no seu perfil ambiental.

O documento aponta proveitos para a Finagra, a Carmim – Cooperativa Agrícola de Reguengos de Monsaraz, a Maporal – Matadouro de Porco de Raça Alentejana, a EuroEste-Sociedade de Agricultura de Grupo, a Estação de Tratamento de Águas Residuais e a Estação de Transferência de Resíduos, “tendo uma destas empresas já manifestado intenção de avançar com a execução de uma central de biomassa”.

Em termos de desenvolvimento regional, as vantagens da Rede de Simbiose Industrial “serão na redução da dependência de combustíveis fósseis da região, recorrendo ao uso de uma fonte de energia local (biomassa), recuperação energética ao tornar o que era considerado até então como resíduo na matéria-prima para uma central de cogeração e um digestor de biogas, melhoria no desempenho ambiental regional devido ao novo destino a dar à biomassa e aos resíduos orgânicos, evitando-se a descarga nos recursos hídricos, e o potencial para a criação de emprego”, salienta a edilidade em comunicado.



publicado por noticiasevora às 09:08
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Abril 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9





posts recentes

Ciclo de Concertos Promen...

Em Montemor-o-Novo há mús...

Évora recebe “Tool Fair” ...

Câmara Municipal de Évora...

Évora homenageia “Manel d...

Reguengos de Monsaraz com...

Telemedicina já efectuou...

Évora comemora Dia Mundia...

Montemor-o-Novo comemora ...

Mora comemora 25 de Abril...

arquivos

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

blogs SAPO
subscrever feeds