Um blog onde damos primazia à informação curta, clara e concisa
Sábado, 31 de Maio de 2008
ARS Alentejo galardoada com dois prémios no Fórum Hospital do Futuro

 

 

 

A Administração Regional de Saúde do Alentejo venceu dois primeiros prémios no âmbito do Fórum “Hospital do Futuro 2007–2008”. Os projectos premiados denominam-se “A Saúde Mais Perto de Si – Unidades Móveis de Saúde do Alentejo”, que foi o melhor projecto da categoria de “Serviço Público” e “5 ao Dia, Faz Crescer com Energia”, que venceu o Prémio Temático deste ano que se debruçou sobre a “Prevenção da Obesidade”.

Estes prémios foram entregues à presidente da ARS Alentejo, Rosa Matos, no Auditório Cardeal Medeiros da Universidade Católica, em Lisboa, numa cerimónia presidida pela ninistra da Saúde, Ana Jorge.

O Fórum Hospital do Futuro na edição 2007/2008 dos prémios Hospital do Futuro atribui prémios em 12 categorias que visam distinguir trabalhos que tenham contribuído para o desenvolvimento da saúde em Portugal. Nesta quarta edição, na qual estiveram 178 projectos a concurso apresentados por mais de 80 organizações e pessoas, foi introduzida a categoria «Prémio Temático Anual», que este ano distinguiu a «Prevenção da Obesidade».

A Administração Regional Saúde do Alentejo venceu este prémio com o projecto 5 ao Dia, Faz Crescer com Energia, um projecto que se iniciou em Outubro passado com a assinatura de um protocolo entre a ARS Alentejo e o Mercado Abastecedor da Região de Évora e a Direcção Regional de Educação do Alentejo para implementarem o "5 ao Dia, Faz Crescer com Energia".

O projecto insere-se no Programa de Combate à Obesidade no Alentejo e tem como objectivo a promoção da saúde e do consumo diário de, pelo menos, cinco frutas e hortícolas, a fim de prevenir doenças crónicas associadas a maus hábitos de alimentação. Além dos bons hábitos de alimentação, promove-se também conceitos de higiene e segurança alimentar.

Esta iniciativa destina-se a jovens entre os sete e os 12 anos, os pais, os professores e a sociedade em geral. Desde o início do projecto, já fizeram parte do programa 330 crianças.

Outros das categorias a concurso tinha a ver com o Serviço Público e aí a Administração Regional de Saúde do Alentejo venceu com o projecto “A Saúde mais perto de si – Unidades Móveis de Saúde do Alentejo”. A Unidade Móvel de Saúde é constituída por uma viatura que dispõe de um gabinete de consulta e uma sala de exames e tratamentos. Com tecnologia avançada tem condições para se prestar Cuidados de Saúde Primários, nomeadamente na área clínica e de enfermagem, apoio domiciliário, saúde escolar, vigilância do estado de saúde dos idosos que vivem isolados, rastreios, campanhas de vacinação, entre outras.

O programa teve início em 2006 e, actualmente, conta com quatro viaturas, colocadas nos centros de saúde de Évora/Montemor-o-Novo, Ourique, Nisa e Borba. “Algumas vantagens são a proximidade às pessoas que vivem longe de um centro de saúde ou que, por problemas de mobilidade, não se podem deslocar ao centro de saúde”, salientou a presidente da ARS. Esta unidade permite ainda reduzir a despesa dos utentes, que já não precisam de perder horas de trabalho para irem a uma consulta.

A atribuição destes dois primeiros prémios “não só premeia o espírito de inovação e o desempenho dos profissionais que colaboram com a ARS Alentejo, como essencialmente reconhece a efectividade das medidas que foram introduzidas na região Alentejo e que tanto contribuem para a obtenção de ganhos em saúde para os alentejanos”, afirma Rosa Matos.

Outro prémio que veio para o Alentejo foi o da Integração, sobre o Síndroma de X Frágil no Alandroal /Alentejo – Articulação entre os Cuidados de Saúde no Apoio à Deficiência uma parceria entre o Centro de Saúde do Alandroal e Serviço de Genética do Hospital de Santa Maria. Em Maio de 2007 iniciou-se um estudo de investigação sobre a Síndroma de X Frágil que contou com o apoio da Administração Regional de Saúde do Alentejo, Direcção Regional de Educação do Alentejo, Serviço de Genética do Hospital de Santa Maria e Serviço de Pediatria do Hospital do Espírito Santo de Évora. O objectivo era conhecer melhor esta patologia, melhorando o acompanhamento multidisciplinar destes doentes e dos seus familiares. No decorrer da investigação foram efectuados estudos genealógicos a 23 famílias do Concelho do Alandroal, embora três fossem de concelhos limítrofes de 2007. O Síndrome do X Frágil caracteriza-se por um défice cognitivo moderado a grave, alterações de comportamento (hiperactividade, défice de atenção, autismo, alterações da linguagem), face longa, orelhas grandes e descoladas, entre outras.

 



publicado por noticiasevora às 08:00
link do post | favorito

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



mais sobre mim
pesquisar
 
Abril 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9





posts recentes

Ciclo de Concertos Promen...

Em Montemor-o-Novo há mús...

Évora recebe “Tool Fair” ...

Câmara Municipal de Évora...

Évora homenageia “Manel d...

Reguengos de Monsaraz com...

Telemedicina já efectuou...

Évora comemora Dia Mundia...

Montemor-o-Novo comemora ...

Mora comemora 25 de Abril...

arquivos

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

blogs SAPO
subscrever feeds