Um blog onde damos primazia à informação curta, clara e concisa
Quinta-feira, 5 de Junho de 2008
Fundação Eugénio de Almeida apresenta a exposição José M. Rodrigues - Antologia Experimental

 

 

A Fundação Eugénio de Almeida apresenta a exposição “José M. Rodrigues – Antologia Experimental”, patente ao público a partir de amanhã e até 31 de Agosto, no Palácio da Inquisição, em Évora.

Trata-se do percurso antológico de um dos nomes maiores da fotografia portuguesa contemporânea, com projecção internacional e uma vasta obra distinguida com vários prémios, nomeadamente o prémio Fernando Pessoa em1999, pelo conjunto da sua obra. Esta mostra, estruturada em torno da recente série “Solo” (2005/06), cruza fotografias das últimas duas décadas com segmentos relevantes do trabalho experimentalista e performativo realizado pelo artista na década de 1980.

Este projecto da Fundação Eugénio de Almeida, inserido na sua programação anual, inclui 12 núcleos expositivos que exploram cruzamentos múltiplos entre fotografias, instalações, filmes experimentais e peças tridimensionais. Entre as obras inéditas, destacam-se um filme de homenagem a Ernesto de Sousa (realizado em 1984) e dois projectos, intitulados “Lugar” e “Lucefece”, criados há um ano propositadamente para esta exposição.

O comissário Rui Oliveira, profundo conhecedor da obra do Artista, explorou e soube tirar o melhor partido das particularidades arquitectónicas e espaciais do Palácio da Inquisição, para “mostrar o trajecto de uma das principais figuras da fotografia portuguesa, tentando fazer uma leitura actualizada da sua obra”.

“Estamos, sem dúvida, perante um fotógrafo singular, aberto ao experimentalismo e à pesquisa, que irá surpreender o público com a riqueza dos seus recursos estilísticos e técnicos. Às vezes irónico, muitas vezes poético, José M. Rodrigues explora uma grande complexidade de elementos, interpelando o observador, aproximando-o do objecto num registo de especial intimidade”, sustenta o mesmo crítico.

Com esta exposição inédita de um grande fotógrafo contemporâneo vivo, a Fundação Eugénio de Almeida abre o Palácio da Inquisição ao público de Évora e do país, “criando mais uma vez a oportunidade de aproximação e familiarização do público com as obras de artistas cuja originalidade os torna marcantes no panorama das Artes”.

Este projecto é considerado “um marco nos projectos da Fundação Eugénio de Almeida por ser a sua primeira exposição a ser internacionalizada: ela será apresentada na Turquia em 2009, a convite do Instituto Italiano de Ancara, integrando uma parceria no âmbito do programa da Comissão Europeia Pontes Culturais”, afirma fonte da mesma fundação.

 

 

 

 

 

 



publicado por noticiasevora às 13:39
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Abril 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9





posts recentes

Ciclo de Concertos Promen...

Em Montemor-o-Novo há mús...

Évora recebe “Tool Fair” ...

Câmara Municipal de Évora...

Évora homenageia “Manel d...

Reguengos de Monsaraz com...

Telemedicina já efectuou...

Évora comemora Dia Mundia...

Montemor-o-Novo comemora ...

Mora comemora 25 de Abril...

arquivos

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

blogs SAPO
subscrever feeds